29/06/2015

Extremismo online


Essa última semana foi um tanto quanto cansativa, quando, ao abrir o Facebook, o que mais se via era gente revoltada. Era praticamente um ringue com ideologias sendo afrontadas 24 horas por dia, com uma troca de ofensas e xingamentos, que fiquei me perguntando onde as pessoas queriam chegar com isso.

Dessa vez, tudo começou, com morte do Cristiano Araújo e sua namorada no acidente de carro, onde grande parte dos usuários do facebook (pelo menos na minha timeline) se comoveu, e postavam frases e textos de apoio, força e solidariedade com aquela situação. Longe de mim tirar o direito de cada um postar o que quiser nas redes sociais.. Pois cada um posta e, consequentemente, responde por seus atos, por aquilo que escreve ou compartilha. Mas cabe a todo mundo reconhecer que o respeito tem ficado de lado quando se é apresentada uma opinião contrária à sua.

É uma coisa extremamente ridícula, você acompanhar barracos debates com troca de xingamentos absurdos entre pessoas que simplesmente não pensam iguais, que deixam de fazer tudo que estão fazendo, pra abraçar sua ideologia e passar horas e horas trocando ofensas. Me pergunto, PRA QUE ISSO? Quer defender ou fazer uma homenagem ao artista que você gostava tanto? Meus parabéns. Mas não deixe que comentários contrários ao seu te levem ao caminho extremamente ao oposto do seu objetivo inicial, que era manifestar um CARINHO, e não xingamentos e agressões nas suas redes sociais. Deu pra entender? Se você fica contrariado no seu trabalho, por exemplo, você não sai xingando e ofendendo ninguém. Porque ser extremista assim na internet? Cruzes.

Aí tá... Passaram-se alguns dias, o facebook criou um filtro que deixava a sua foto do perfil com as cores do arco-íris, em apoio à aprovação do casamento gay em todos os estados dos Estados Unidos. E a mesma história se repetia. Opiniões opostas se confrontando livremente, sem limites de palavras, faziam com que meu facebook virasse uma baixaria. Deletei muita gente (mesmo) por conta disso. Sabe quando você vai passando com o dedo seu feed e não encontra qualquer outro tipo de assunto? Nenhum vídeo de gatinho engraçado... Nenhuma foto de pessoas se divertindo num encontro com os amigos... Ninguém desejando parabéns a outra pelo seu aniversário... Nenhuma selfie, que seja... Virou a coisa mais chata desse mundo, e eu fui assistir série (Orange Is The New Black), porque não aguentava mais esse assunto.

Aí é só dar um tempo, umas 48 horas mais ou menos, que aos poucos começam aparecer coisas 'normais' de facebook. Selfies, gatinhos, gente viajando, notícias, fotos de festas, etc. Oh Deus, obrigado! Tudo voltou ao normal! MAAAAAAAS, eis que ontem o Zeca Camargo expôs sua opinião numa matéria, que acabou "ofendendo" os fãs do Cristiano Araújo, que não pouparam de novo os compartilhamentos com ofensas, xingamentos e baixarias ao se referir ao apresentador. Jesus amado, ele não tratou ninguém com falta de respeito. Ele expôs a opinião dele da forma como ele enxergava. Assim como você expõe a sua. E ponto. Uma forma que, em partes, achei legal, foram os "protestos" feito pelos artistas onde eles tiraram fotos tapando os ouvidos, e (alguns) diziam de forma educada, como tudo deve ser, que não concordavam com a opinião do Zeca. Assim como tirinhas bem humoradas e sarcásticas, quando o assunto era o arco-íris do facebook. Não precisou de agressividade, e a mensagem inicial foi passada do mesmo jeito. Ufa!

Pra você que ficou ofendido com a matéria do Zeca, não precisa fazer essa algazarra toda em torno de um comentário ou texto que te incomoda. Você pode (e tem!) todo o direito de se expressar, dizendo que não gostou e não concorda com a opinião dele. Mas precisa desse ódio mortal todo? Eu só queria pedir um pouco - aliás, MUITA - educação quando vocês forem compartilhar qualquer opinião que seja. A gente vive num mundo com mais de 7 bilhões de pessoas, e cada uma tem um modo de agir e pensar. Cabe a nós, dar em primeiro lugar, o respeito ao próximo, e sua liberdade de expressão.

Se o Cristiano Araújo morreu e VOCÊ não o conhecia, isso NÃO te dá o direito de rebaixá-lo a zero. Se VOCÊ não quis deixar deixar sua foto colorida no facebook, isso NÃO te dá o direito de ofender quem quis. Tudo pode ser muito bem resolvido (e benéfico!) se for levado na E-D-U-C-A-Ç-Ã-O.

Se eu era fã de Cristiano Araújo? Não digo fã, mas gostava muito das músicas dele, sim! Não me dei ao trabalho de postar nenhuma homenagem ou texto sobre isso, justamente porque meu facebook já tinha isso demais. Vi muita gente usando "#luto", o que acabei dando uma desabafada com a Rafah (que concordou comigo), que em resumo, isso virou um tanto quanto sensacionalista, já que o luto passou de um sentimento de resguardo e carinho por um ente querido, para uma simples hashtag usada na web. Mas enfim, esse assunto é tema pra um outro post, num outro dia. Ou não.

Nenhum comentário: