13/04/2015

São Paulo


Carol (SC), Eu (MT), Camila (SP) e Tiago (AM)
Já se passou uma semana, da minha viagem super rápida pra São Paulo com o objetivo de fazer o encontro dos fotologgers. Faltou o Gustavo, mas numa próxima vez a gente consegue fazer com que todos se encontrem de novo. Foi decidido meio que umas 2 semanas antes. Eu aproveitei que a Gol estava louca fazendo umas promoções relâmpago pra Páscoa, avisei todo mundo no grupo do whatsapp e falei "tô indo pra SP ver a Camila.. vamos todos e aproveitamos pra nos conhecer!". E resumindo, foi isso que aconteceu. Quatro amigos que se conhecem há anos via internet, se encontrando de verdade.

Saí aqui de Cuiabá no sábado (às 3h da madrugada), e cheguei lá às 6h, e incrivelmente consegui me virar pegando ônibus do aeroporto até a casa da Camila (onde a Carol já estava hospedada, porque havia chegado na sexta-feira, assim como o Tiago). E vi que morar em cidade grande (Cuiabá) me deixou menos medroso pra andar no meio de multidões e tal. Onde que eu iria pegar um ônibus numa cidade que eu não conhecia ninguém, e nenhuma rota?! Nunca!! Mas o importante é que deu tudo certo, e fiquei muito orgulhoso de mim mesmo por ter conseguido chegar onde eu deveria (sem ter morrido ou sido assaltado durante o percurso).

Já cheguei dando um twist carpado na cama da Carol, acordando ela nos berros e fazendo ela e a Camila levantarem logo e se arrumarem, porque eu estava com saudade de São Paulo e queria andar muito por lá. E lá fomos nós pela Avenida Paulista (que eu tanto amo!), realizando o sonho de tomar Starbucks, respirar o ar da grande metrópole, ver gente nova, sentir aquele clima maravilhoso, e visitar os principais lugares da Paulista. Tudo isso a pé, com um bom tênis calçado e com muito verme de andar o máximo de lugares possíveis.

Durante todo o dia, fomos gravando pequenos trechos de vídeos, com o intuito de fazer um compilado deles pra mostrar como nosso dia havia sido. Ainda tenho que pegar os vídeos espalhados nos celulares de todos.. hahahaha

Voltamos pra casa da Camila, fizemos um almoço e o Tiago apareceu por lá. A melhor parte, foi eu abrindo a porta do apartamento da Camila, olhando pra ele e dizendo "Nossa, como você é gordo pessoalmente", sem nem antes ter dado um oi! HAHAHAHAHAHA Ai, foi demais! Almoçamos todos juntos, o Tiago nos presenteou com chocolate de Manaus, descansamos um pouco e uns minutos depois levantamos com a macaca e fomos parar no Parque Ibirapuera (que estou muito apaixonado por lá também!). Ficamos a tarde inteira lá. Alugamos uma bike e andamos naquele parque até o cox doer. Pedalamos muito mesmo. Sério! E quando já estávamos indo embora do parque (acho que era umas 7h30~8h) encontramos uma exposição maravilhosa sobre o futuro, com um monte de atrações todas tecnológicas, mas não enfrentamos as filas quilométricas, justamente porque estávamos cansados e ainda iríamos sair pra balada a noite. Pegamos um buzão, voltamos pra casa da Camila, onde dormimos umas duas horas no máximo, começamos fazer a janta, e nos arrumar pra sair.

Nós fomos pra balada de buzão, cara! O tempo estava super fresquinho, tipo uns 20°C, o que me deixou completamente-absurdamente-cegamente apaixonado pela capital mais maravilhosa desse Brasil! Pra vocês terem uma noção, eu estava andando de bicicleta no parque, de calça jeans e camisa polo, e não suei N-A-D-A. Aqui em Cuiabá, a gente já acorda suado na cama.. Mas enfim, fomos pra Rua Augusta, numa balada alternativa, de dois ambientes com muita gente estranha, meio "estilosa demais pro meu gosto" sabe.. De cara, achei que seria uma bosta aquela noite, mas quando fomos pra parte superior da boate, já não quis mais ir embora, porque as músicas eram super animadas e tinha mais gente. Ah, nessa balada encontrei o Felipe Abe, do Põe na Roda (aquele canal do YouTube) - e óbvio que tirei foto com ele. Na balada, dançamos pra caceta e fomos os últimos a ir embora de lá, mas antes disso, a Camila, o Tiago e eu dançamos em três barras de pole dance que ficavam no fundo do lugar. Inventamos vários jeitos de brincar com aquela barra, até que me apareceu uma cover da Adelle. Uma loirinha, meio gordinha, de micro vestido preto, mais bêbada que nós 4 juntos, dando um show na barra. Um show de vergonha, gente. Ela não sabia dançar direito. Só sabia levantar as pernas e mostrar o fundinho dela, e quando ela tentou fazer uma posição sexy (tipo, se pendurar com as pernas pra cima e ir descendo devagar), ela quase me quebrou o pescoço em câmera lenta enquanto o braço dela escorregava. CARA, essa cena eu nunca vou esquecer na minha vida. Estávamos nós quatro sentados num sofá, olhando essa cena de camarote. E nós não disfarçamos nada.. Ao invés de rir, a gente CACAREJAVA pra quem quisesse ouvir. Ai, foi sensacional.

Saímos da balada e fomos pra uma padaria BADALADÍSSIMA. Não lembro direito de lá, mas sei que estava bem cheia, com bastante gente bem vestida, e me lembro também que o Tiago pediu um quibe que veio com gosto de podre. Na hora de ir embora, estávamos na fila e apareceu um ser do além, forçando um sotaque mineiro, que começou a fazer contato com a gente (mas não lembro o que estávamos falando). Ah, e o Tiago derrubou alguns ovos da Páscoa com a cabeça, enquanto estava na fila também..

Ai, sério.. Foi muito divertido. Acho que foram as 24 horas mais intensas da minha vida. Sem brincadeira, eu acho que andamos tipo uns 30km a pé e de bicicleta. Foi lindo. Foi sensacional. Foi incrível. Foi inesquecível.

No domingo, acordamos por volta das 10h pra levarmos a Carol pro aeroporto. Nos despedimos dela, e na sequência a Camila me levou pra visitar o Bairro Liberdade. Comemos pra cacete, e comprei uma porrada de coisas (comida!) pra trazer pra casa. Depois, fomos embora pra casa da Camila, porque estávamos 300% exaustos. Dormimos boa parte da tarde, e de noite fomos nos despedir do Tiago (que pegaria um voo à meia noite), e na sequência fomos comer uma pizza.

Na segunda-feira, acordei junto com a Camila. Acompanhei ela até a universidade dela, e depois peguei o metrô (SOZINHO! E EM HORÁRIO DE PICO! SOCORRO!!!) e consegui chegar até o aeroporto, pra voltar pra (querida e quente) Cuiabá. Duas horas de voo e tcharan, estava de volta (e com depressão).

Já aviso que assim que encontrar passagens baratas do jeito que encontrei com a Gol, parto sem ver pra São Paulo. Ai que lugar perfeito, gente. Tudo estava muito bem organizado. As ruas limpas, os ônibus novinhos, o metrô funcionando maravilhosamente, as pessoas bastante simpáticas, e o clima em torno dos 23°C. ♥ SÃO PAULO, I LOVE YOU! And hope see you as soon as possible.



Starbucks + Av. Paulista




Passeio de bike do Ibirapuera


Bike!


A foto mais linda do nosso encontro ♥


Camila ♥


Carol + Av. Paulista


Ibirapuera


Mais no Ibira!


Av. Paulista ♥


Pré-balada


De buzãaaao pra balada!!!


Despedida da Carol :)


Liberdade


Voltando da balada, na Paulista (eu acho)


Na padaria chique

QUERO TUDO DE NOVO. TODO FINAL DE SEMANA, SE POSSÍVEL ♥

Nenhum comentário: