24/07/2014

Minha alegria


Vim atualizar o blog com uma intenção, que era de dizer que brinquei hoje no final da tarde com a Luma, com o novo brinquedo dela [esse hamburguer da foto] até cansar. Mas quando o pc estava ligando pra eu escrever aqui, começou a fazer uma ventania lá no quintal [acho que é o frio vindo de Cuiabá], e ela saiu correndo da sala e latindo loucamente/desesperadamente lá pra fora, porque ouviu um barulho. Ficou latindo, latindo, latindo, até eu me irritar e ir atrás dela pra ver o que era.

Não enxerguei nada de grave e fui indo descalço pro quintal, até que encontrei um saco velho de sal, que ela olhava fixamente e latia, morrendo de medo/desespero. Foi quando eu peguei o saco, balancei e quase caguei nas calças de tanto rir da Luma. Ela saiu tão apavorada, mas tão apavorada, que esbarrou nas cadeiras da cozinha, e foi parar no chão da sala, caída no chão de tanto medo que ela ficou do saco. Eu não me aguentei, apesar de ser meia noite, comecei rir igual uma capivara louca. E minha barriga ainda está doendo, socorro!!

Depois que voltei ao normal e consegui respirar, tentei ajudar a ela perder o medo do saco. Conversei com ela, com voz de neném, e fiquei parado segurando o saco e chamando ela ao mesmo tempo. Eu deveria ter filmado isso, cara! Ela fazia cara de desconfiada.. Só faltou ela dar um passo pra frente e dois pra trás.. Tadinha! Ela cheirou de longe o saco, e não teve coragem de fazer uma amizade nova com o saco de sal..

O bom é que agora, o medo dela já passou e o apavoramento também, e acho que o susto foi tão grande, que ela está deitada nos meus pés, quietinha, quietinha.. Coisa que eu nunca tinha visto [a Luma deitada nos meus pés, sem estar me mordendo]. Ah, antes disso, filmei ela subindo na cadeira, no meu colo.. Uma cena linda, essa jamanta com esse tamanho todo no meu colo, na cadeira de rodinha.. Um dia eu posto isso aqui no blog. Ou não.

Beijão [com risada de capivara] do Marcos!

Nenhum comentário: