03/12/2013

O processo da ressaca


Há muito tempo atrás (muito mesmo, tipo 2010), recebi por e-mail o texto a seguir, que de forma humorada, nos conta a história de como nosso organismo reage quando bebemos. Lembrei desse texto neste último final de semana, onde fizemos a revelação do amigo secreto da turma da faculdade, onde eu fui "teletransportado" pra minha casa de alguma forma (oi?). Enfim, sem mais detalhes, por favor. Vamos ao texto:

Você vai ao bar e bebe uma cerveja. Bebe a segunda cerveja, a terceira, e assim por diante. O teu estômago manda uma mensagem pro teu cérebro dizendo: “Caracas véio… o cara tá bebendo muito líquido, tô cheião!”. Teu estômago e teu cérebro não distinguem que tipo de líquido está sendo ingerido, eles sabem apenas que é líquido.

Quando o cérebro recebe essa mensagem ele diz: “Caramba, o cara tá maluco!" e manda a seguinte mensagem para os rins “Cara, filtra o máximo de sangue que tu puder, o cara aí tá maluco e tá bebendo muito líquido, vamo botar isso tudo pra fora”. E os rins começam a fazer até hora-extra, filtram muito sangue e enchem rápido a bexiga.

Daí vem a primeira corrida ao banheiro. Se você notar, esse 1º xixi é com a cor normal, meio amarelado, porque, além de água, vêm as impurezas do sangue. O rim aliviou a vida do estômago, mas você continua bebendo… E o estômago manda outra mensagem pro cérebro “Cara, ele não pára, socorro!!!” E o cérebro manda outra mensagem pro rim: “Véio, estica a baladeira, manda ver aí na filtragem!!!”. O rim filtra feito um louco, só que, agora, o que ele expulsa não é o álcool ele manda pra bexiga apenas ÁGUA (o líquido precioso do corpo). Por isso que as urinadas seguintes são transparentes, porque é água.

E quanto mais você continua bebendo, mais o organismo joga água pra fora, e o teor de álcool no organismo aumenta, e você fica mais “bunitim”. Chega uma hora em que você tá com o teor alcoólico tão alto que teu cérebro desliga você. Essa é a hora em que você desmaia… dorme… capota…

Ele faz isso porque pensa “Meu, o cara tá a fim de se matar, tá bebendo veneno pro corpo, vou apagar esse doido pra ver se assim ele pára de beber, e a gente tenta expulsar esse álcool do corpo dele”. E enquanto você está lá, apagado (sem dono), o cérebro dá a seguinte ordem pro sangue “Bicho, apaguei o cara, agora a gente tem que tirar esse veneno do corpo dele. O plano é o seguinte, como a gente está com o nível de água muito baixo, passa em todos os órgãos e tira a água deles, e assim a gente consegue jogar esse veneno fora”.

O sangue é como se fosse o Boy do corpo. E como um bom Boy, ele obedece às ordens direitinho e, por isso, começa a retirar água de todos os órgãos. Como o cérebro é constituído de 75% de água, ele é o que mais sofre com essa “ordem”, e daí vêm as terríveis dores de cabeça da ressaca.

Então sei que, na hora, a gente nem pensa nisso, mas quando forem beber, bebam de meia em meia hora um copo d’água, porque na medida que você urina, já repõe a água.

Texto retirado de “O Bar do Zé”

2 comentários:

Higor de Campos disse...

Minha foto!!! Hahaha, mano, eu sou o homer do Omegle... lembra de mim? Haha. Foda seu blog velho, parabéns na moral. E não se esqueça de mim pfv ;-;

Higor de Campos disse...

Minha foto! HEUAHEUAHEAUH eu sou o Homer do Omegle velho, esqueceu de mim? hu3 Pois é, foda seu blog mano. Parabéns aí pelo trabalho Flww