15/10/2013

Celulares têm efeito biológicos


A exposição às ondas eletromagnéticas pode provocar modificações biológicas sobre o corpo, mas os dados científicos disponíveis não evidenciam efeitos comprovados sobre a saúde, afirma a Agência Nacional de Saúde (Anses) da França em um relatório divulgado nesta terça-feira (15). "As conclusões não evidenciaram efeitos comprovados para a saúde, mas demonstram, com níveis de prova limitados, que há diferentes efeitos biológicos", completa a agência.

Estudaram pra ver algum efeito no corpo humano, priorizando a exposição de crianças e idosos aos aparelhos, mas esqueceram que hoje em dia, se tiver que dar câncer em algum lugar na gente por causa de  um celular, quase certeza que não vai ser na cabeça, mas sim nas mãos e dedos das pessoas, que usam whatsapp 24 horas por dia.

Brincadeiras à parte, vou colar aqui as dicas que encontrei no Google, do Dr. Wilson Rondó (Medicina Ortomolecular e Nutrologia) de como evitar tanta exposição super excessiva do celular nas nossas vidas:

"Não adianta ser radical. Hoje em dia é quase impossível não usar o aparelho, principalmente para aqueles que têm uma rotina de trabalho bastante intensa. Sugiro usar o celular com moderação, manter o aparelho longe do corpo quando ligado, evitar passar o dia com ele no bolso, fazer ligações só onde a recepção do sinal é boa e não passar mais de 10 minutos em uma mesma ligação (ouviu, Rafaela?!).
Outra dica importante é não dormir com o aparelho ligado e perto do corpo. Fico assustado quando ouço jovens dizendo que dormem com o celular embaixo do travesseiro. Esse hábito não deixa o corpo se recuperar das ondas eletromagnéticas que recebemos durante o dia inteiro (puxão de orelha em quase 100% das pessoas que tão lendo isso!).
Se o seu celular tiver tecnologia headset, sempre faça as ligações usando os fones de ouvido. Isso afasta a fonte de emissão de ondas eletromagnéticas de nossa cabeça. 
Com essas dicas é possível amenizar os efeitos desse aparelho em nosso organismo. E se você ainda tem dúvidas sobre assunto, lembre-se do cigarro e de todos que por descuido acabaram tendo a saúde afetada por ele antes que seu consumo fosse controlado. Não vale a pena correr esse risco com os aparelhos celulares".
Via: Minha Vida 

Nenhum comentário: