27/03/2012

EIKE BATISTA E ALTA FLORESTA


Ontem, em duas horas, li O X da Questão, a auto biografia de Eike Batista. A história do maior empreendedor do Brasil. Simples assim.

Nunca engoli um livro tão rápido assim; comecei lê-lo à meia noite e terminei por volta das duas. Morri de empolgação quando comecei ler a capa e contra capa do livro, o depoimento do pai do Eike, contando um pouco da história de sucesso de seu filho. Quase tive um taquicardíaco quando vi que logo na quarta página, haviam dois capítulos com o título "Alta Floresta", a cidade onde eu nasci e ainda moro. 



Ele fala de Alta Floresta, praticamente o livro todo, mas esses dois capítulos (8 e 9) falam de uma maneira bem clara, como Eike começou sua história de sucesso, aos 20 anos num garimpo de Alta Floresta, tomado pela "corrida do ouro" e tomada também pela malária. Logo de cara, Eike pegou 500 mil dólares emprestado de amigos, deixou sua faculdade na Alemanha e veio pra esse fim de mundo. Seu sócio de garimpo, na época, deu o golpe nele e sumiu com o dinheiro. Eike disse a seus amigos sobre o ocorrido e pediu novamente mais 500 mil dólares. 

Agora me diz, quem em sã consciência seria louco de emprestar 500 mil dólares (que se hoje valem muito, imagine então naquela época?!) a um garoto de 20 anos, com um sonho na cabeça e muita coragem na mochila? Seus amigos, que novamente emprestaram o dinheiro.

A partir daí, ninguém mais segurou ele. Só foi ficando rico a cada dia que passava. Claro que ele quebrou a cara várias vezes e conta isso no livro. Mas a mensagem que ele deixa é que, se temos um sonho, um desejo, devemos investir nele (no desejo, não no Eike). Porém, pense muito bem antes disso. Tenha provas científicas e absolutas de que isso vai dar certo. Use a Visão 360 graus. Se tudo tiver a seu favor, não tem motivo pra não tentar. Trabalhe com gente inteligente. Ouse. Invente. Destaque-se.

O começo e o meio do livro são muito empolgantes. O final fica menos interessante porque ele começa falar valores, que pra mim, só existem em novela e filme. Começa falar muito das empresas dele, o que dá uma confusão enorme na sua cabeça, porque as empresas têm os nomes muito parecidos EBX, OGX, MPX, MMX, LLX, OSX e por aí vai. As áreas de atuação das empresas ele explica certinho no livro (mineração, petróleo etc), mas era muita coisa pra minha cabeça, depois de um bom tempo lendo o livro. Só consegui prestar atenção que ele conseguiu interligar as empresas de uma maneira como nunca visto.

Quem compra O X da questão, no final do livro encontra uma barra de ouro, só pra se sentir estimulado a ficar rico também. Mais que isso, a saber empreender como ninguém!


Essa parte do ouro é mentira tá. Foi só pra descontrair um pouco esse post, que tá muito sério pro meu gosto.

Ah, uma coisa que não me conformo, é que nessa corrida do ouro, por volta dos anos 80, meus pais foram pioneiros e vieram do Paraná pra cá para trabalharam também com ouro! Eles tiveram uma purificadora de ouro em sociedade com meus tios (ou alguma coisa assim, não sei direito da história), porém, meus pais nunca me falaram nada do Eike Batista. Nem mal, nem bem. (?) Meus pais contam histórias daquela época, que morria gente pra dedéu aqui por causa de três coisas: malária, ouro e mulher.
(Uma curiosidade, já que falei de ouro e mulher: A Gretchen [I'm a Disco, Diva! clique aqui pra ver o vídeo] veio fazer show na boate mais famosa do Brasil: Saramandaia, que teve (verbo no passado) 300 mulheres. Que pra variar era localizada em Alta Floresta na época do garimpo. A calcinha dela foi "leiloada" por um quilo de ouro!!!) 
Nesses meus 20 anos de vida em Alta Floresta eu nunca tinha ouvido esse nome. Foi de uns 3 anos pra cá (ou menos) que soube que ele fazia parte das pessoas mais ricas do mundo, mas nada relacionado com Alta Floresta ou garimpo. Como esse mundo é pequeno mesmo, né..

Enfim, deixo a super indicação da auto biografia de Eike Batista. Uma ótima história de um jovem garoto disposto a novos desafios, que deu a volta por cima e hoje é bem sucedido nos negócios. Se quiser o livro emprestado, entra em contato comigo, posso alugar ele pra você kkkkkkkkk. Sério, agora tô inspirado pra ficar rico de qualquer jeito. Ou não.

Nesse link você encontrará mais uma breve história, publicada no site da revista Marie Claire, falando de garimpo, prostituição e madeira em Alta Floresta, Mato Grosso.

Nenhum comentário: