28/01/2012

FRISBEE

Quinta passada marquei de jogar frisbee com o Felipe e com a Vick, no campinho de futebol que fica em frente a rodoviária, depois do trabalho. Jogamos um tempão e tava muito divertido. Suei tanto que dava pra torcer minha camiseta. Ui, fiquei molhadinho!

Quando acordei na manhã seguinte, senti A DOR no meu braço e na minha bunda (que ainda está doendo) de tanto ficar pulando e jogando o disco. Parecia que eu tinha levado uma injeção no músculo de tão dolorido que estava.

Marcamos de novo, pra ontem, mas dessa vez com mais gente: Felipe Karsten, Vick, Felipe De Col e o irmão dele, Lucas. A Rafah foi só pra ficar sentada no campo e tirar as fotos (logo abaixo). Jogamos bastante também, porém, menos que no dia anterior. Deu pra suar bastante e se molhar no campo que estava quase um brejo, por causa da chuva.

TALVEZ hoje vamos jogar de novo, se não chover. No final da tarde (por volta das 18h), no campinho de futebol que fica em frente a rodoviária (antes do Supermercado Avenida). Quem quiser, pode aparecer por lá. Quanto mais gente, mais legal!

Na verdade, a gente não joga Frisbee do jeito certo, como o esporte manda. Descobri que o Frisbee têm dois jeitos de jogar: como se fosse futebol e como se fosse futebol americano. Pra jogar dos jeitos certos, precisa-se de bastante gente para formar os times e tal. Quem se interessar por mais detalhes do esporte, clica aqui para mais detalhes.










Nenhum comentário: