10/01/2012

BIRRA DE CRIANÇA



Começa com um simples choro, evolui para um berreiro e geralmente acaba com a criança esperneando no chão e, consequentemente, expondo seus pais a um cena clássica e constrangedora. Abirra. De acordo com os pesquisadores das Universidades de Minnesota e Connecticut, nos Estados Unidos, durante um ataque desses os sentimentos de raiva e tristeza se revezam, por isso é importante que os pais não entrem no jogo. 

Para chegar à tal conclusão, eles gravaram a choradeira de crianças e, com esses dados, desenvolveram um gráfico para estabelecer um padrão entre os ataques de birra. O resultado deve ajudar os médicos a diferenciar as birras comuns daquelas que podem sinalizar algum distúrbio comportamental. 

Mas se o seu filho é mestre em dar escândalo, não se preocupe. "A birra é um impulso puro e simples. É normal e faz parte do desenvolvimento”, diz Silvia Hey, psicanalista infantil professora da Universidade Pequeno Príncipe , de Curitiba (PR). O melhor a fazer diante do berreiro, sugerem os cientistas norte-americanos, é ficar quieto, ou seja, não ceder ao apelo. O que sabemos, claro, nem sempre é tão simples. A seguir, listamos algumas dicas para ajudar você. 


10 passos para lidar com a birra da criança. E não perder a classe 

1. Por pior que seja o “espetáculo”, NUNCA, JAMAIS, em tempo algum bata no seu filho. 

2. Antes de sair, previna-se de possíveis contratempos. Se vai ao supermercado, fale que a criança tem direito a escolher dois doces, por exemplo. 

3. Não ceda às manipulações. Mostrar que birras não dão resultado é um jeito de desestimulá-la a repetir a cena. 

4. Avise seu filho que só conversará com ele depois que ele se acalmar (e você também...). 

5. Se precisar dar uma bronca na criança, espere ela terminar de espernear e explique por que está sendo punida. É importante que ela entenda o que fez de errado e, para isso, precisa estar tranqüila para conseguir ouvir o que você tem a dizer. 

6. Não brigue com seu filho na frente de todo mundo; isso o fará se sentir humilhado. 

7. Desvie o foco da criança. Mostre um objeto diferente, o cachorrinho passando na rua, o avião lá no céu... Use a criatividade! 

8. Algumas vezes, por trás da birra existe uma criança com fome, sono ou carente. Se for esse o caso, responda pacientemente e faça um carinho. Às vezes, é só disso que ela precisa. 
9. Simplesmente ignorar a birra também pode dar bons resultados. Respire fundo. 

10. Se não tiver como conter o show no meio da loja, simplesmente pegue seu filho no colo e vá embora. Sem escândalos. Ele vai perceber que não adiantou nada e você evita o constrangimento.

Fonte: Crescer

Nenhum comentário: