27/04/2011

DIFERENÇA ENTRE MARGARINA E MANTEIGA


Recebi um e-mail da tia Elizete Watanabe, muito interessante, que fala sobre a diferença básica entre a margarina e a manteiga, que usamos pra passar no pão ou para preparar pratos de comida saborosos. Antes de ler o e-mail, eu adorava fritar ovo e fazer arroz com uma colherada de margarina.

Mas afinal de contas, qual é a diferença entre margarina e manteiga, sendo que ambas têm a mesma quantidade de calorias?

A MANTEIGA
- Tem um pouco mais de gorduras saturadas - 8 gramas contra 5 gramas.
- Comer margarina pode aumentar em 53% a incidência de doenças cardíacas em mulheres, quando consumida na mesma quantidade que manteiga, segundo um estudo recente da universidade de Harvard.
- Comer manteiga aumenta a absorção de muitos nutrientes presentes noutros alimentos.
- A manteiga traz mais benefícios nutricionais, enquanto o pouco que a margarina traz lhe foi adicionado!
- A manteiga é muito mais saborosa que a margarina e pode melhorar o sabor de outros alimentos.
- A manteiga existe há séculos e a margarina há menos de 100 anos.

A MARGARINA
- Tem teor altíssimo de ácidos graxos tipo trans .
- Triplica o risco de doenças coronárias.
- Aumenta o nível de colesterol total e o de LDL (o "mau" colesterol). Reduz o nível de colesterol HDL (o "bom" colesterol).
- Aumenta em cinco vezes o risco de cancro .
- Reduz a qualidade do leite materno.
- Deprime a resposta imunológica.
- Reduz a reação insulínica.

AQUI É QUE FICA INTERESSANTE!
A diferença entre o plástico e a margarina é de apenas UMA MOLÉCULA. Basta isso para evitar por toda a vida a margarina e tudo o que for hidrogenado (isto significa que acrescentaram hidrogênio, mudando a estrutura molecular da substância).

Você pode experimentar por si próprio. Compre uma embalagem de margarina e deixe-a aberta na sua garagem ou algum lugar sombreado.

Em poucos dias você vai notar duas coisas: nenhuma mosca (nem aquelas terríveis mosquinhas das frutas) vai chegar perto dela (isso deveria lhe dizer alguma coisa) ...Não vai apodrecer nem ficar com cheiro esquisito..

Como não tem nenhum valor nutritivo, nada crescerá nela, nem mesmo aqueles microrganismos minúsculos encontrarão ali um lar para viver. Por quê? Porque é quase plástico.

Dr. José Geraldo Ferreira Gonçalves do Instituto de Patologia Clínica Hermes Pardini

Nenhum comentário: